ARTIGO

Entrevista de Saída - Diálogo Oportuno e de Valor para Funcionário que Parte e Empresa


Por: Sandra Fusco*


Cotidianamente organizações são surpreendidas pelo pedido de demissão de um profissional valioso ou a demissão de profissionais por decisão do gestor e ou empresa. Refletindo sobre este movimento e considerando que hoje, funcionários qualificados são o ativo que impulsiona o sucesso organizacional, as empresas podem e devem cada vez mais, aprender com eles — o porquê de um empregado ser desligado, decidir sair ou ficar e o que a organização precisa mudar. O processo de entrevista de saída adequado pode criar um fluxo constante de informações em relação a essas três frentes e ainda corroborar demais meios de comunicação, já praticados, com os funcionários.

É indiscutível que o objetivo das organizações, independente de porte, é reter os empregados qualificados e com entrega de resultados. As pesquisas demonstram que a alta rotatividade é prognóstico de baixo desempenho e que organizações com menor índice de rotatividade podem apresentar vantagem consideráveis.

Primordialmente um processo de entrevista de saída não procura defeitos, problemas e/ou culpados, busca oportunidades de melhoria para ambos os lados – empresa e funcionário. Através deste processo ocorre a valorização do funcionário que parte (em processo de saída), por meio da escuta ativa à sua opinião/percepção, quanto a: comunicação, cargo, equipe, benefício, salário, tecnologia, clima, segurança no trabalho, cultura, treinamento, liderança, gestão, oportunidade de promoção e inclusive sugestões de melhorias procedimento e processos.

As informações obtidas na entrevista de saída pode ampliar a capacidade dos líderes de ouvir, revelar o que funciona ou não dentro da organização, destacar os desafios e as oportunidades ocultas e estimular a inteligência competitiva necessária. Possibilita também incentivar o comprometimento e aumentar a retenção ao demonstrar para os empregados que suas opiniões são importantes e ainda transformar funcionários de partida em defensores da organização.

O processo de entrevista de saída pode trazer resultados de valor se estruturado com:

  • Ética
  • Entrevistador preparado
  • Modelos e técnicas de entrevista
  • Informações documentadas analisadas e tratadas
  • Comunicação eficaz das informações para produzir ajustes e melhorias.

Por fim, a entrevista de saída é uma oportunidade impar para aprofundar a compreensão da dinâmica organizacional e fortalecer valores, ética, clima, cultura organizacional e imagem da organização.


* Mestre em Gestão da Qualidade e Produtividade (UFSC). Pós-Graduada em Gestão de Recursos Humanos (F.A.E. PR), Psicóloga (Universidade Sagrado Coração-SP). Especialista em Condução de Grupos (Holos - SP). Com sólida experiência, generalista, nos subsistemas de R.H, prioritariamente em Recrutamento & Seleção e Treinamento & Desenvolvimento. Consultora parceira da ZHZ Consultores.